o que é

a economia

circular

Notícias

Ambitious cria modelo de calçado 100% ecológico

A Ambitious acaba de lançar um novo modelo de calçado de ténis, composto totalmente por materiais que promovem a economia circular e com preocupações ambientais.

O CAP é o modelo mais sustentável produzido pela marca até à data e é um passo em frente no seu compromisso com o planeta. Todos os componentes que fazem parte deste são reciclados ou apresentam uma abordagem de sustentabilidade. As solas incorporam borracha reciclada e cereais e o tecido é feito com fibra Seaqual, obtida a partir de resíduos de plástico marítimo reciclados e plástico PET. Na escolha das tintas houve a preocupaçao de optar por uma base aquosa e ausência de químicos, por ourto lado, as palminhas são feitas de espuma em polyester reciclado. A embalagem também não foi descurada e é em cartão reciclado e reciclável, sendo a etiqueta 100% biodegradável.

Este é mais um exemplo de inovação no setor do calçado e de como as marcas estão a reagir às preocupações do mercado.

Ver mais

Impetus produz fio sustentavél a partir do desperdício têxtil

O grupo Impetus, com sede em Esposende e conhecido pela produção de roupa interior para homem, começou a desenvolver um fio reciclado que é feito com o seu próprio desperdício têxtil. O fio produzido, denominado E*Retrace®, é composto por 30% de fibra reciclada pós-industrial e 70% de Ecovero da Lenzing.

O objetivo principal da empresa é contribuir para uma economia circular e reduzir o desperdício têxtil, o grupo têxtil juntou-se assim à Belba Lloréns para produzir fios reciclados  e 100% rastreáveis a partir de resíduos industriais da própria empresa. A Belba Llórens transforma os desperdícios têxteis, devolvendo o fio novamente à Impetus para ser produzida a malha e posteriormente o produto final.

Também está a ser desenvolvida uma outra mistura, chamada E*RetraceCO+®, que é o primeiro fio reciclado com algodão carbono positivo, produzido com 30% de fibra reciclada pós-industrial e 70% de algodão Good Earth Cotton®.

A Impetus não quer, contudo, ficar por aqui e está a trabalhar em vários projetos que partilham a visão comum de que um futuro mais ecológico é um futuro melhor, continuando a caminhar para uma jornada sustentável.


Ver mais

Pacto ecológico: Novas propostas para tornar os produtos sustentáveis

A Comissão Europeia apresentou, no dia 30 de março de 2022, um novo pacote de medidas para a economia circular, com o objetivo de tornar os produtos sustentáveis como uma norma ao nível europeu, impulsionar os modelos de negócio circulares e capacitar os consumidores para a transição ecológica. As medidas apresentadas são parte integrante do Plano de Ação Europeu para a Economia Circular e por conseguinte do Pacto Ecológico Europeu.

Para tornar os produtos sustentáveis como norma na UE foi feita uma proposta de Regulamento Conceção Ecológica de Produtos Sustentáveis, plano de ação para a certificação em termos de Ecodesign e Energia e novas regras sobre a comunicação da sustentabilidade dos produtos.

De forma a garantir a sustentabilidade dos produtos europeus, foram apresentadas iniciativas para dois dos sectores atuais mais significativos em termos de impactes ambientais - construção e têxtil:

- Produtos de construção do futuro - Proposta de revisão do Regulamento Produtos de Construção;

- Sustentabilidade e circularidade dos têxteis - Estratégia para Têxteis Sustentáveis e Circulares.

Este novo pacote de medidas tem como objetivo tornar todos os produtos no mercado da UE mais sustentáveis ao longo do seu ciclo de vida.

Ver mais

Evolução dos números da Plataforma Madeira Circular - Exemplos

Na Região, o número de organizações que manifestam boas práticas em termos de circularidade nas suas atividades correntes tem aumentado de forma contínua.

A Plataforma Madeira Circular está em constante atualização, procurando sempre representar e divulgar os vários exemplos circulares da Região que, desta forma, passam a fazer parte da Comunidade Madeira Circular. Até ao momento (março de 2022) são 42 os exemplos regionais representados, um aumento de cerca 50% desde o lançamento da Plataforma (junho de 2021).

Dos atuais membros da comunidade, salienta-se que 17% são relativos ao sector do turismo, 14% ao sector agroalimentar e 10% ao sector da educação, coincidindo com os sectores de maior peso económico na Região.

Destaca-se ainda, que 36% correspondem a ações que têm por base o fecho do ciclo dos recursos e 19% correspondem a ações que têm como intenção prolongar o tempo de vida útil dos seus bens.

Para além disso, a Plataforma procura ainda diversificar o seu leque, divulgando outros exemplos a nível nacional e internacional. Desta forma, até à data, no total, a Plataforma conta com 68 exemplos de origem regional, nacional e internacional.


Ver mais

Agenda e Plataforma Madeira Circular fazem parte da Plataforma Europeia para a Economia Circular

A Secretaria Regional do Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas (SRAAC), através da Direção Regional do Ambiente e Alterações Climáticas (DRAAC), enquanto membro ativo e atento da Comunidade Europeia de Economia Circular, está a divulgar nas Plataformas Digitais Europeias, as ações estratégicas e pioneiras da Região Autónoma da Madeira (RAM) no domínio da economia circular e sustentabilidade, promovendo a partilha de conhecimentos e contactos que poderão levar ao desenvolvimento de novas oportunidades e sinergias com outros membros, nacionais e internacionais, no âmbito da circularidade.

A Plataforma Europeia de Stakeholders para a Economia Circular (European Circular Economy Stakeholder Platform) foi desenvolvida pelo Comité Económico e Social Europeu em conjunto com a Comissão Europeia, com o intuito de fomentar a transição para economia circular, promovendo a cooperação entre redes nacionais, regionais e sectoriais de economia circular, assim como a partilha de conhecimento, informação e as melhores práticas circulares, não só a nível europeu, mas também global, facilitando o acesso da sociedade civil às informações e tópicos mais relevantes no âmbito da economia circular.

Desta forma, esta Plataforma pretende constituir um contributo positivo para a comunidade de economia circular europeia, sendo alimentada pelas contribuições dos seus membros.

Recentemente, a DRAAC aliou-se a esta Plataforma, partilhando, na secção de conhecimento/estratégias, a estratégia da RAM para a economia circular, a Agenda Madeira Circular, assim como a Plataforma Madeira Circular na secção de plataformas/redes europeias de economia circular.

A integração das estratégias regionais de economia circular, na referida Plataforma Europeia, vem contribuir para o alcance da Visão proposta para a transição para uma economia circular na Região Autónoma da Madeira, promovendo a partilha de conhecimentos e contactos que poderão levar ao desenvolvimento de novas oportunidades e sinergias com outros membros, nacionais e internacionais, no âmbito da circularidade, e, assim, alavancando a competitividade e diferenciação da economia regional.


Ver mais

Eventos

Formação sobre estratégias de identificação e valorização de resíduos de plástico nos oceanos

2021-12-13

Como forma de combater o problema dos resíduos plásticos no oceano, a DRAAC realizou no passado dia 10 de dezembro uma ação de formação focada neste tema, em parceria com a ASWP.

Ver mais

Formação para a Prevenção e Gestão de Resíduos de Construção e Demolição

2021-10-26

Nos dias 21 e 22 de outubro decorreram formações dedicadas à Prevenção e Gestão de Resíduos de Construção e Demolição e às alterações introduzidas pelo novo Regime Geral de Gestão de Resíduos.

Ver mais

Divulgação da Plataforma Madeira Circular ao sector do turismo

2021-07-21

Na próxima quarta feira, dia 28 de julho, decorrerá online uma formação sobre a Plataforma Madeira Circular, dedicada ao sector do turismo. 

Ver mais

Primeira sessão de divulgação da Plataforma Madeira Circular

2021-05-17

Divulgação da Plataforma Madeira Circular aos colaboradores da DRAAC.

Ver mais

Sessão pública sobre Agenda Circular e Plataforma Madeira Circular

2021-06-17

Apresentação pública em Câmara de Lobos da Agenda Circular da Madeira e da Plataforma Madeira Circular.

Ver mais